Centros no Paraná dão oportunidades para população de rua mudar de vida
03/07/2018 - 23h42 em Novidades

Às oito horas da manhã, o Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua abre as portas. No Paraná, existem 21 Centros Pop, distribuídos em 16 municípios, e que já receberam 3 milhões e 600 mil reais de investimentos do Estado. As unidades devem ofertar o Serviço Especializado para Pessoas em Situação de Rua, que faz atendimentos individuais e coletivos, oficinas e atividades de convívio e socialização. Também são promovidas ações que incentivam o protagonismo e a participação social das pessoas em situação de rua. Desde 2015, a Secretaria da Família e Desenvolvimento Social financia o acolhimento e o serviço de abordagem social, que atende a população de rua. O espaço Plínio Tourinho, no bairro Jardim Botânico, em Curitiba, recebe cerca de 50 pessoas ao longo do dia. Elas são credenciadas e recebem o primeiro atendimento, com a oferta de café da manhã e de materiais para a higiene pessoal. A unidade é referência para as pessoas que moram ou sobrevivem na rua e conta com profissionais, como educadores e assistentes sociais, responsáveis por receberem essa população. Segundo a coordenadora do Centro Pop Plínio Tourinho, Rosangela Zengo, as pessoas são identificadas e tem os objetos pessoais colocados em um guarda-volumes, para que elas tenham acesso aos serviços.// SONORA ROSANGELA ZENGO//

O centro oferece atividades e orienta a buscar emprego, estudar ou fazer acompanhamentos nos Centros de Atenção Psicossocial. A unidade funciona todos os dias da semana, mas não oferece pernoite. Para isso, existem as casas de passagem, onde a população em situação de rua pode passar a noite. Além da abordagem 24h, o Centro Pop faz a busca ativa, identifica situação de rua, incidência de trabalho infantil, exploração sexual de crianças e adolescentes, entre outras situações de risco. (Repórter: Priscila Paganotto)



 

 

-- 

Secretaria de Comunicação Social
Setor de Rádio
(41) 3210-2561
COMENTÁRIOS